• RSS Ultimos Toques…

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

ESTRESSE NO DIA A DIA

O grande João Guimarães Rosa alerta pelo verbo doído de Riobaldo: “ Viver é muito perigoso.”Cada vez mais esta afirmação se mostra verdadeira. Viver em época de poucas  ou nenhumas certezas, de velocidade estonteante, sem parâmetros  , sem mapa, sem guia é , de fato, grande desafio para qualquer vivente. Para muitos de nós  a  tarefa se torna , muitas vezes, dolorosa.Fala-se, cada vez com maior freqüência, na modernidade, na complexa interação mente-corpo .Um exemplo desta sutil interação é o Estresse.Há muitos fatores propiciatórios do Estresse na vida diária do homem moderno.Mas o que é mesmo Estresse?É um conjunto de reações do organismo a qualquer agressão de origem externa ou interna.Costuma ocorrer quando o organismo é exigido além de suja capacidade normal e afeta o indivíduo, sua família, amigos, seu grupo social e , é claro, o local  em que trabalha, sob a forma de estresse organizacional.Estresse é, então, uma designação geral para um conjunto de reações do organismo a qualquer ameaça percebida .Pode ser resultante tanto de agressões  físicas , como psíquicas, infecciosas.Seja qual for sua gênese , o Ser a todas percebe como reais.     Como lidar com esta dor que nos rói nem sempre vagarosamente? Não temos poder sobre o ambiente, mas temos,  sempre a possibilidade de escolher como vamos reagir a seus estímulos. A necessidade que muitos de nós sentimos de estarmos permanentemente no comando, no controle de toda situação é uma das maiores causas de estresse.Ora, por que precisamos estar no controle? Talvez essa angustiante necessidade venha do fato de termos dificuldades crescentes em estabelecer pontes conosco mesmo e com o outro, de gerenciar nosso tempo, nossa ânsia de informação, e vai por aí. Podemos, face às situações de estresse agir  com calma ou com impulsividade.Há provas de que a permanência em estado de estresse pode ter um efeito dramático sobre  à saúde, como pressão alta e problemas cardíacos, entre outros efeitos danosos.Além disso, quem se deixa permanecer em estado crônico de estresse tem muito chance de apresentar comportamento destrutivo, que leva a um alto custo, não só para si mesmo como indivíduo, como para o ambiente corporativo em que esteja. Este quadro leva inexoravelmente à baixa qualidade de serviço, ao aumento de reclamações, à diminuição da produtividade. Os efeitos na saúde corporativa são dramáticos: má reputação; má imagem organizacional; troca constante de pessoal, o que é extremamente oneroso.Quanto ao indivíduo, o estado permanente de estresse, além dos efeitos sobre sua saúde física, pode levar à diminuição da capacidade de tomar decisões com clareza; variações de humor e comportamento instável afastam as pessoas, o que pode levar ao estabelecimento de um ciclo permanentemente alimentado de destruição da auto –confiança e da capacidade de comunicar-se  com o outro. E ainda, é claro, há os efeitos sobre a vida pessoal .O estresse pode ser fatal. Entretanto, sob o comando de nossa  vontade , podemos  tomar atitudes que nos levem a  manter o nível de estresse, digamos, administrável.Vejamos algumas:1-     Observe seus sinais de alerta. Comece a agir a partir deles.2-     Ao se sentir agitado, pare, dê uma volta, respire, medite, olhe pela janela.Isto ajuda.3-     Abandone a mania de levar trabalho para casa.4-     Aprenda a dizer não.5-     Busque uma alimentação saudável. Abandone o fumo, cafeína  e  o álcool  em excesso.6-     Aprenda a delegar tarefas e a confiar no outro.7-     Cultive um passatempo.8-      Se você tem dores de cabeça constantes ou insônia, procure um médico com urgência e SIGA seus conselhos.9-     Presenteie-se com pequenas alegrias.10- Se possível, ponha sua mesa perto de uma janela e olhe para ela.11- Conviva mais e melhor com as pessoas. O isolamento é muito estressante.12- Seja gentil. O outro retribuirá. Isto diminui a tensão do dia –a –dia.13- Seja flexível ao agir.14- Adote um ser vivo. Animal ou vegetal.15- Faça exercícios leves. Caminhadas, por exemplo.E a regra de ouro: tenha amor e compaixão por você mesmo. Trate-se bem. Seja generoso consigo mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: